O comovente documentário Bridegroom chega ao Netflix


Os assinantes da Netflix já podem assistir online ao emocionante e inspirador documentário do produtor Shane Bitney Crone e da roteirista e diretora Linda Bloodworth-Thomason. “Bridegroom” que, retrata a comovente história de Shane e Tom, dois jovens envolvidos em um relacionamento amoroso sério que é interrompido por um trágico acidente, estará disponível em todos os países onde o serviço opera.

A história mostra o que aconteceu após a morte de Tom, sobre como as pessoas, sem as proteções legais do casamento, podem acabar totalmente isoladas. O documentário é comovente, revoltante e expõe a questão da igualdade no casamento e dos direitos humanos, melhor do que qualquer discurso ou aula poderia fazer.

Bloodworth-Thomason disse sobre o filme: “Tom e Shane foram o primeiro e único amor um do outro. Eles são comprometidos, batalhadores, modestos e engraçados. Os dois são de cidades pequenas e cada um deles tem, à sua maneira, os melhores valores de uma cidade pequena. Eles são, na verdade, aquele tipo de jovem que carrega em si a promessa americana, e é por isso que eu quero dar vida, através de um filme, a esta história verídica de “Romeu e Romeu” - para que todos que os condenam possam ver de frente o que é exatamente que estão tentando impedir”.

Crone acrescenta: “Bridegroom” não é sobre vingança nem política. É um filme sobre amor, perdão, e sobre encontrar a coragem para ser quem você é quando o mundo todo vai contra. Este é o meu conto de fadas e Tom é, e sempre será o meu final feliz”.

“Esta é uma história maravilhosa, triste e comovente, porém apaixonante e vivificante. Por outro lado, ela fala da luta de nosso país para dar mais um passo a caminho de uma união perfeita, na qual o casamento é tanto símbolo quanto substância,” disse o ex-presidente Bill Clinton sobre o filme.

“Bridegroom” recebeu o Prêmio do Público de Melhor Documentário no Festival de Tribeca de 2013, no Festival Inside Out de Toronto e no Festival de Cinema de Little Rock, e também venceu na categoria “Outstanding Documentary” no festival Outfest de 2013, em Los Angeles.

Assistir o filme

4 comentários:

  1. Agora querem dizer que homossexualismo é amor? kkkkk, já viram alguém cagando como é feio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ser gay não se resume a isso que está imaginando.

      Excluir
  2. Comentário extremamente ridículos de seres extremamente ridículos como vocês simplesmente não tem valor. Assistam ao documentário com uma perspectiva humana, e não com essa idiotice sexual.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...